Pesquisa de satisfação com colaboradores indica resultado positivo

O Hospital Estadual Mário Covas concluiu a Pesquisa E-NPS (Employee Net Promoter Score), realizada em fevereiro, que mensura a satisfação dos colaboradores com a instituição. A pontuação atingida indica que o Hospital está classificado em excelente nível de qualidade, resultado essencial para a segurança do paciente e a qualidade dos serviços da assistência à saúde como afirma Rodrigo Brolo, Gerente de Processos e Qualidade.

  A iniciativa de realizar periodicamente a pesquisa de satisfação, com os mais de 1800 colaboradores, tem como premissa a preocupação com o nível de excelência dos serviços prestados levando em conta que o ambiente de trabalho saudável tem impacto direto na qualidade da assistência ao paciente, explica o diretor superintendente, prof. Dr. Desiré Carlos Callegari. “Os resultados da pesquisa também contribuem para estabelecermos nossas políticas de gestão de pessoas”, conclui o Diretor.  

  Por ser uma metodologia simples e eficaz, baseada em apenas uma pergunta: “Em uma escala de 0 a 10, o quanto você recomendaria nossa empresa como um bom local de trabalho?”, a pesquisa vem sendo utilizada por grandes corporações. Dos que votaram no HEMC, 69,2% aplicaram notas entre 9 e 10 (promotores); 20,11% notas entre 7 e 8 (neutros) e apenas 10,69% (detratores) abaixo de 7.

  Esse indicador é somado a outros instrumentos de aferição de clima organizacional que também apresentam indicadores significativamente favoráveis. “Não conseguiríamos resultados expressivos sem reconhecer a importância do clima organizacional. Mesmo em época de pandemia, com forte pressão psicológica, o clima manteve-se favorável, contribuindo decisivamente para manutenção de baixos índices de rotatividade”, afirma Paulo Rogério Prado Silva, gerente de Gestão de Pessoas e Planejamento Estratégico.

  Concluindo, Paulo Prado enfatiza que os resultados obtidos na pesquisa contribuem de forma decisiva para formação da “reputação do Hospital” perante toda a sociedade e solidificam a “marca empregadora”.  “Conseguimos mensurar a eficácia de nossas estratégias na melhoria contínua no ambiente de trabalho e identificar problemas que possam lesar de alguma forma o “orgulho” em pertencer à instituição”, conclui.